Compartilhe...

Em que época do ano, Yaohu’shua nasceu?

Muito embora, durante muito tempo, as afirmações da Igreja Romana tenham sido colocadas de tal forma que ninguém as poderia questionar, o fato é que sempre houve quem as questionasse, em locais e/ou períodos onde a censura da Igreja era menor.

Uma das afirmações mais questionadas sempre foi a data escolhida para comemorar o nascimento de Yaohu’shua, fato é que até os dias de hoje igrejas das linhas ortodoxas e orientais comemoram o nascimento de Yaohu’shua em outra data.

A escolha do dia 25 de dezembro tem tido muitas explicações, algumas baseadas em costumes e datas [pagãs] comemorativas dos romanos, e outras dos mais variados tipos.

Para os que se propõe a ser estudiosos das Escrituras a dúvida quanto à esta data é um fato constrangedor, pois as Escrituras  dá elementos suficientes para que possamos saber a data próxima do nascimento de Yaohu’shua,  que como veremos nunca poderia ter sido no final de dezembro, e se partimos do principio de que  o que ocorre no Antigo Testamento é uma figura do que iria acontecer na Renovação da Aliança, em Yaohu’shua, podemos chegar a datas muito exatas as quais nos podem deixar muito surpresos.

Devemos levar em conta que:

1 – Seguramente determinar a data do nascimento de Yaohu’shua é irrelevante, pois se as Escrituras não informa é porque não haveria necessidade disso.

2 – Podemos até comemorar o nascimento de Yaohu’shua em qualquer dia, mas sempre lembrando que tal dia nunca foi um dia santificado pelo ETERNO.

3 – Outro fato interessante é que as Escrituras sempre refere a época em que alguém foi concebido, e nunca a data do nascimento.

4  –  Mas, o mais importante fato é não desassociarmos o Seu nascimento das Festas Levitas, pois todas elas apontam para o ministério de Yaohu’shua!

 

PONTO DE PARTIDA PARA O ESTUDO

1 – A ESCALA SACERDOTAL

2 – O SACERDOTE ZACARIAS/ZOCHAR’YAH (ORDEM DE ABIAS)

3 –  A CONCEPÇÃO DE JOÃO/YAO’KHANAN, O IMERSOR.

 

LEIAMOS INICIALMENTE OS TEXTOS:

Lc 1:5 ; 1:8; 1:23; 1:24;

I Cr 24:1-4

I Cr 9:25

II Cr 23:8

II Cr 24:7-19

A Palavra do ETERNO nos informa claramente em que ocasião Zacarias/Zochar’yah (da ordem de ABIAS) estava no Templo e nos informa que João/Yao’khanan, o Imersor foi concebido logo em seguida.

As Escrituras nos ensina que havia uma escala para os sacerdotes, e como essa escala deveria ser cumprida. Encontramos essa escala e seu funcionamento nos livros das Crônicas. Note-se que havia também serviços fora da escala os quais ocorriam nas grandes festas (Dt 16:16). Durante as grandes festas todos os  oficiais do templo estavam em serviço em razão do grande afluxo de gente.

Eram elas :

1-     A Páscoa – 3a semana do ano;

2-     Pentecostes – 9a semana do ano.

3-     Cabanas no mês de Tishri ou Etanim – 15 do mês.

                                   

DENTRO DO CALENDÁRIO JUDAICO TEMOS QUE:

O Calendário religioso judaico começa na primavera no mês de Nissan, e a 1a escala pertencia à família de Yehoarib, a qual deveria servir por sete dias. A segunda semana estaria sob a responsabilidade da família de Yedaiah.

A terceira semana é A FESTA DOS PÃES ASMOS, e todos os oficiais estariam presentes ao serviço.

A quarta semana seria da 3a familia, Harim; A quinta semana seria da 4a família, Seorim; A sexta semana seria da 5a família, Malchijah; A sétima semana seria da 6a  família , Mijamim; A oitava semana seria da  7a família, Hakkos

A NONA SEMANA É A FESTA DO PENTECOSTES.

A décima semana era da 8a família, ABIAS ( ABIAH),

Na época do nascimento de Yaohu’shua  o sacerdote dessa ordem era Zacarias/Zochar’yah.

Dessa forma os escalados se sucediam obedecendo à norma estabelecida; em um ano cada família era responsável por duas escalas.

Este estudo assumirá que a escala de Zacarias/Zochar’yah se deu na 10a  semana (1a escala da ordem de Abias). Se fizermos este mesmo estudo partindo da  segunda escala, veremos que  da mesma forma o nascimento de Yaohu’shua não seria em dezembro e deveria ter ocorrido em Março; mas, por razões escriturísticas [proféticas, apontada pelas Festas Levitas] partimos da primeira escala.

 

A CONCEPÇÃO DE JOÃO/YAO’KHANAN , O IMERSOR

Nosso estudo usara os anos 6; 5 e 4 a.Y. para análise, por serem historicamente os mais viáveis, mas qualquer que seja o ano usado nesse entorno mostrara que o nascimento de Yaohu’shua não poderia ter sido em 25 de Dezembro.

A escolha desse ano parte do fato conhecido historicamente de que Herodes morreu no ano 4 a.Y. e que as Escrituras claramente informa os fatos que ocorreram enquanto Herodes estava vivo.

No ano – 6, (3755) o período de trabalho de  Zacarias/Zochar’yah no templo (1a escala da ordem de Abiah) começaria no décimo sábado do ano ou seja o primeiro sábado do terceiro mês, SIVAN (Maio-Junho)  e iria até a sexta feira seguinte (inclusive). Tendo completado o seu serviço ao terminar o sexto dia Zacarias/Zochar’yah passou o serviço para o sacerdote da ordem seguinte que iniciaria a partir do 2o sábado de Sivan.

As Escrituras diz que Zacarias/Zochar’yah voltou para sua casa e então sua mulher concebeu o filho que viria a se chamar João/Yao’khanan, o Imersor. (Lc 1:24). Logo concluímos que João/Yao’khanan foi concebido logo após o segundo sábado do mês de Sivan.

ESSE É O PONTO DE PARTIDA PARA  O NOSSO ESTUDO.         

A CONCEPÇÃO DE YAOHU’SHUA

O Texto de Luka nos informa que Maria/Maoro’hem concebeu no sexto mês da gravidez de Isabel/Oliza’bohay.  Lc 1: 26-27.

Não podemos esquecer que:

1 – O calendário judaico é lunar, 

2 – O período de gestação humana é de 280 dias,

Na  posse de um calendário judaico, a partir da concepção de João/Yao’khanan, o Imersor (no mês de Sivan), chegarmos à concepção de Yaohu’shua no final do mês de Kislev (nov/dez).

É interessante notar que Yaohu’shua teria sido concebido no Inverno, na festa das luzes. Yaohu’shua  A LUZ DO MUNDO, foi concebido na festa das luzes, seria mera coincidência?  

 O NASCIMENTO DE JOÃO/YAO’KHANAN, O IMERSOR

Contando-se 280 dias a partir do terceiro sábado de Sivan, chegamos ao nascimento de João/Yao’khanan, o Imersor, que nasce  no mês de Nissan durante os festejos da páscoa/Pos-qayao.

É importante notar que os judaicos ortodoxos – que não aceitam ao Messias – esperam o retorno de ELIAS/ULI’YAH por ocasião da páscoa, e até costumam deixar  uma cadeira vazia à mesa para receber Elias/Uli’yah.

Yaohu’shua nos disse que João/Yao’khanan, o Imersor era o Elias/Uli’yah esperado, e Elias/Uli’yah  (João/Yao’khanan, o Imersor) nasceu na data que todos esperavam – a páscoa.

Ml 4:5 “Eu mandarei o profeta Uli’yah antes da vinda do grande dia do Criador.”

 Leia  Mt 17:10–13.

 

O NASCIMENTO DE YAOHU’SHUA

Yaohu’shua foi concebido seis meses depois de João/Yao’khanan (Lc 1:26), o Imersor. A data do nascimento de João/Yao’khanan, o Imersor pode ser bem estabelecida em torno de 15 de Nissan. Acrescentando-se nove meses (ou 280 dias) à concepção de João/Yao’khanan chegamos ao Nascimento de Yaohu’shua no mês de Tishri (set-out).

E o que é que temos de especial nesse período do mês de Tishri?

Temos ai a FESTA DAS TROMBETAS (Santa Convocação); o DIA DO PERDÃO (Purificação do Santuário) e a FESTA DAS CABANAS (apontando para o Milênio). Tudo leva a crer que Yaohu’shua,  que veio trazer o perdão dos Pecados, tenha nascido após o DIA DO PERDÃO, no primeiro shabbos dos Tabernáculos!

Veja: A Festa tinha dois shabbos principais: Um no início e outro no fim da semana… O primeiro Tabernáculo (Imanu’ul = UL conosco) corresponde ao Seu nascimento e o segundo Shabbos, ao Seu Retorno, dando início ao Milênio… quando Ele Tabernacular definitivamente entre nós.

ARGUMENTO ACESSÓRIO – ‘OS APASCENTADORES’ NOS CHAMAM À LÓGICA

As Escrituras nos informa que os apascentadores estavam no campo; Lc 2:8.

Sabemos que o mês de dezembro e mais particularmente o dia 25 de dezembro é o solstício de inverno naquela região, ou seja é a noite mais longa do ano, e a mais fria; chegando a nevar em Israel. Logo em 25 de dezembro nunca haveria pastores no campo, e nunca poderia ser o nascimento de Yaohu’shua. Era comum entre os hebreus, aproveitarem o outono para engordarem os seus rebanhos no campo e assim, quando o  inverno chegasse, suas ovelhas eram recolhidas em suas casas…

Também é comum dizer – via argumentos da ICAR – que o nosso Messias nasceu em uma manjedoura [estábulo] porque, o casal sagrado vindo para Belém, não encontrou lugar para se hospedarem… No entanto, não foi devido ao censo – que duraria o ano todo – que não encontraram lugar, mas sim porque era dia de uma das Festas sagradas em que o povo ia à Jerusalém/Yah’shua-oleym e assim TODAS as cidades próximas ficavam abarrotadas de pessoas…

Dt 16:16  “Três vezes no ano todos os teus homens aparecerão perante UL, teu Criador, no lugar que Ele escolher: na festa dos pães ázmos, na festa das semanas, e na festa dos tabernáculos. Não aparecerão vazios [sem ofertas] perante o Criador”

Veja Também: Natal em dezembro?

Seja um Rosh (líder Congregacional); faça o CTA: Curso de Teologia Aplicada – CLIC!

Dúvidas:

Formulário de Contato